Título da Disciplina
0105108 – Medicina Veterinária na Cadeia Produtiva da Carne Bovina
Título da Disciplina em Inglês
Veterinary Medicine in the Productive Meat Chain
Unidade FMVZ
Departamento Interdepartamental
Créditos aula 16
Créditos trabalho 0
Carga horária total 240 h
Tipo Semestral
Vagas Mínimo 5 alunos
Requisitos Prévios Todas as obrigatórias
Requisitos Conjuntos Nenhum
 
Objetivos
Promover a capacitação técnico-científica dos discentes para atuação na cadeia produtiva da carne, contemplando as áreas de produção, reprodução, sanidade, bem estar animal e tópicos em inspeção e tecnologia dos produtos de origem animal. Além disso, pretende-se tornar o aluno apto para o uso de ferramentas de planejamento, organização, direção e avaliação aplicadas ao agronegócio da carne, contribuindo para a formação do médico veterinário capacitado para  analisar o sistema produtivo de carne como um todo.
Programa Resumido
Gestão de sistemas de produção de carne; Fases da Produção, incluindo cria, recria e terminação; Particularidades dos sistemas de criação extensivo, semi-intensivo e intensivo (confinamento) de bovinos, bubalinos e pequenos ruminantes.
Programa
Teórico e prático 1) Estudos de Mercado e Análise de Conjuntura Econômica no Segmento da Carne 2) Bem Estar no Sistema de Produção 3) Clínica Médica e Cirúrgica 4) Nutrição e Problemas Metabólicos 5) Sistemas de Produção 6) Reprodução e Melhoramento Genético 7) Sanidade e Terapêutica na Cadeia da Carne 9) Tópicos em Inspeção e Tecnologia na Cadeia Produtiva da Carne 10) Qualidade da Carne e Influências no Produto Final 11) Toxicologia 12) Sustentabilidade   Metodologia de ensino Nivelamento por meio de simulação de casos com focos determinados. Palestras de profissionais ligados ao campo e envolvidos no segmento da carne a fim de facilitar e discutir conhecimentos práticos e de rotina da cadeia. Visita às propriedades incentivando o treinamento de abordagens, coleta de informações, equacionamento, desenvolvimento da capacidade de raciocínio e aplicação de conhecimento. Estas visitas poderão ser realizadas de acordo com os sistemas de criação (cria, recria e engorda a pasto e confinamento) dos animais a fim de facilitar o entendimento da solução dos possíveis problemas abordados em cada sistema Discussão em grupo que objetiva desenvolver a capacidade de julgamento, diagnóstico, e resolução de problemas, induzindo interpretação, discussão e solução dos casos abordados.
Avaliação

Relatórios individuais de cada caso e simulação. Projeto de consultoria.  

Critério
 
Relatórios e Entrega de projeto final.


Bibliografia
ANUÁRIO DA PECUÁRIA BRASILEIRA – ANUALPEC. São Paulo: Agra FNP Pesquisas Ltda. ANFAR/Associação Nacional dos Fabricantes de Rações. Matérias-primas para Alimentação Animal – PADRÃO ANFAR. Ministério da Agricultura e Reforma Agrária, Secretaria Nacional de Defesa Animal. Departamento Nacional de Defesa Animal, São Paulo, SP, 1998. BALOWS. Manual of Clinical Microbiology. 6 ed., 1955. BARUSELLI, P.S., MADUREIRA, E.H. (eds) Controle farmacológico do ciclo estral em ruminantes. São Paulo: Fundação da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia/USP, 2000. 332p. BEER, J. Enfermidades infecciosas de los animals domesticos. 19 ed., Editora Acribia, Zaragoza, 1983, 450p. BERCHIELLI, T.T., PIRES, A.V., OLIVEIRA, S.G. Nutrição de Ruminantes. 1ª edição. Funep, Jaboticabal – SP, 2006, 583 p. BRASIL, Ministério da Agricultura e do Abastecimento. Regulamento de inspeção industrial e sanitária dos produtos de origem animal. Brasília, 1980. BORDON, R. M. Understanding Animal Breeding. Prentice Hall, Upper Saddle River, NJ. 523p., 1997. COUTINHO, E.S.; FUCHS, F. Phisiology and genetics of reprodution. Part B Plenun Press, New York, 1974. CURCH, D.C. The ruminant animal: Digestive Physiology and Nutrition. Prentice Hall Inc., 1988. DAWSON, F.L.M.; Reproduction and fertility. The Veterinary Press, 28, 1988. Di MARCO, O.N.; BARCELOS, J.; Da COSTA, E.C. Crescimento de Bovinos de Corte. Porto Alegre: Departamento de Zootecnia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2007. 278p. EDUARDO, P. Obstetrícia Veterinaria y Patologia de la Reproduccion (Theriogenogia). Hemisferio Sur: Buenos Aires, 1986. FALCONER, D. S.; MACKAY, T. F. C. Introduccion a la genética cuantitativa. Zaragoza, Espanha, 4ª ed., 2001. 469 p. FUBINI, S.L. & DUCHARME, N.G. Farm animal surgery. St Louis: Saunders, 2004. 607p. GONÇALVES, P. B. D.; FIGUEIREDO, J. R.; FREITAS, V. J. F. Biotécnicas aplicadas à Reprodução Animal. Varela: São Paulo, 2002. GUERREIRO, M. G. Virologia veterinária. Porto Alegre, Sulina, 1972.MIMS, C. A. The pathogenesis of infectious disease. Third Edition, Academic Press, 1988, 342p. GREENOUGH, P. R. Lameness in cattle. 3. ed. Philadelphia: Saunders, 1997. 336p. HAFEZ, E.S.E. Reprodução Animal. Ed Manole, 1985. HEDRICK, H.B. et al. Principles of meat science. 3 ed. Dubuque, Iowa, Kendall, 1994. HENDERSON, C.R. Applications of linear models in animal breeding. University of Guelph: Guelph, Canada, 1984, 462p. IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. FORREST, J.C., ABERLE, D.E., HEDRICK, J.B., JUDGE, M.D., MERKEL, R.A.   LAWRIE, R. Ciência da carne. Porto Alegre: Artmed, 2005, 384 p. McDONALD, L.E. Veterinary endocrinology and reproduction. 4th.ed., Philadelphia, Lea & Febiger, 1989, 571p. McENTEE, K. Reproductive Pathology of Domestic Mammals. Academics Press: San Diego, 1990.MIES FILHO, A. MIES FILHO, A. Inseminação Artificial. Sulina: Porto Alegre, 1987. MIES FILHO, A. Reprodução dos Animal. Sulina: Porto Alegre, 1987. N.R.C. Nutrient Requeriments of Dairy Cattle – National Academy of Science, National Academy Press, Washington, D.C.,1989. N.R.C. National Research Council. Nutrient Requeriments of Poultry, 9th ed. National Academy Press, Washington, D.C., 1994.
N.R.C. National Research Council. Nutrient Requeriments of Swine, 10th. National Academy Press, Washington, D.C., 1998.
N.R.C. National Research Council. Nutrient Requeriments of Beef Cattle, 7th ed. Reviewed edition. National Academy Press. Whasington, D.C., 1999. Nutrient Requirements of Beef Cattle. 7 th ver . Ed. Natl. Acad. Press, Washington, DC 2000. N.R.C. National Research Council. Nutreint Requeriments of Dairy Cattle, 6th ed. National Academy Press, Whashington, D.C., 2001. KINGHORN, B.; VAN DER WERF, J.; RYAN, M. Melhoramento animal: uso de novas tecnologias. Piracicaba: FEALQ, 2006. p.15-26. LUCHIARI FILHO, A.; MOURÃO, G.B. Melhoramento, raças e seus cruzamentos na pecuária de corte brasileira. Prisma, Piracicaba, 2006, 142p. LUCHIARI FILHO, A. Pecuária da carne bovina. Vieira, São Paulo, 134p. Os cruzamentos na pecuária bovina – Alberto Alves Santiago – Instituto de Zootecnia Secretaria da Agricultura de São Paulo, 1975. MASSONE, F. Anestesiologia Veterinária: farmacologia e técnicas. Rio de Janeiro:Guanabara Koogan, 2008. 326p. MANUAL de Economia. Equipe de Professores da USP. São Paulo: Saraiva, 1998. MRODE, R.A. Linear models for the prediction of animal breeding values. CAB International: Wallingford, Oxon, UK, 1996. 187p. ORSKOV, E.R. The Feeding of Ruminants. 2o Ed. Chalcombe Publications, 2005 PARDI, M.C., SANTOS, I.F., SOUZA, E.R., PARDI, H.S. Ciência, Higiene e Tecnologia da carne: Volume I e II- Goiânia: Editora UFG, 2001. PRATA, L.F. Manual de enfermidades transmitidas por alimentos. Jaboticabal: Funep, 1999. 212p.REICHERT, J.E. RODRIGUES, P.H.M.; CASTRO, A.L.; ROBASSINI, S.L.D.A.; GODOY, G.L.A. Manual de práticas de laboratório – Bromatologia. Pirassununga: FMVZ – USP, 2001. 62p. SAMUELSON, P.A.; NORDHAUS, W. D. Economia. São Paulo: McGraw Hill. 1988. SILVA, D.J. Análise de alimentos (métodos químicos e biológicos). Viçosa: UFV, 1981. 166p.
TURNER, A. S.; McILWRAITH, C. W. Técnicas cirúrgicas em animais de grande porte. São Paulo: Roca. 1985. 341p. VAN SOEST, P.J. Nutritional Ecology of the Ruminant. Cornell University Press: Ithaca, NY, 1994. VARIAN, H.R. Microeconomia: Princípios Básicos. 4 ed. Rio de Janeiro: Campus, 1994. Veterinary Epidemiology, Michael ThrusfieldVeternary Epidemiology Principles and Methods, S W Martin, Alan H. Meek, P Willeberg Epidemiologia: Teoria e Prática, Maurício G. Pereira.   Referências Complementares: Journal of Animal Science Theriogenology Animal Reproduction Science Journal of Animal Breeding and Genetics BMC Genetics BMC Genomics Meat Science Hoard’s Dairyman Plos One Associação brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne.  www.abiec.com.br Temple Grandin. www.grandin.com Beefpoint. www.beefpoint.com.br www.saude.gov.br www.anvisa.gov.br www.agricultura.gov.br www.dfasp.gov.br www.cda.sp.gov.br      
Justificativa
Desenvolver o perfil generalista, técnico e crítico do aluno que se voltará à atuação em Medicina Veterinária na Cadeia Produtiva da Carne Bovina. Os alunos de graduação, em fase final de curso, terão a possibilidade de discutir tópicos teóricos com docentes, que se dedicam a diferentes áreas associadas ao segmento da Carne e formar opiniões sobre assuntos previamente selecionados para as aulas da disciplina.
Aprovação do Conselho Departamental: 08/08/2016