A USP só recebe estágios curriculares e não-remunerados. Como parte de suas atividades de extensão, a FMVZ-USP oferece  diversos programas de treinamento (programas de atualização, cursos de difusão, etc) em seus diversos departamentos. Para maiores informações sobre essas atividades, acesse o sistema Apolo.

1 – Estágio Curricular Obrigatório:

Procure o setor no qual deseja estagiar e se informe sobre o processo de inscrição de estágio. Cada um de nossos departamentos possui um processo independente.

Departamentos da FMVZ-USP:      http://portal.fmvz.usp.br/institucional/#departamentos

 

2 -Termo de Compromisso de Estágio para alunos de outras instituições:

Enviar três vias do termo de compromisso devidamente preenchidas e assinadas para o departamento ao qual deseja realizar o estágio.

Termo_Compromisso_alunos_externos-out19 (atualizado em 16/10/19)

 

3 -Termo de Convênio de Estágio (para instituições)

Enviar a documentação abaixo ao Serviço de Graduação – Secretaria da Coord. Estágios da FMVZ-USP ou para o e-mail: estagiofmvz@usp.br.  Nenhum dos documentos precisa estar autenticado, bastando cópias simples de todos.

a) Ficha de Solicitação de Termo de Convênio (devidamente preenchida)

Ficha de Solicitação de Termo de Convênio (alunos externos)

b) Comprovante de Inscrição e de Situação Cadastral (CNPJ)

Pode ser obtida no site da Receita Federal:

http://www.receita.fazenda.gov.br/PessoaJuridica/CNPJ/cnpjreva/Cnpjreva_Solicitacao.asp

Exemplo: Você pode recuperar o comprovante de inscrição da USP digitando o CNPJ da mesma (63.025.530/0001-04).

c) Portaria da criação da escola e documento de nomeação dos responsáveis.

Portaria, decreto ou lei de autorização da criação da escola e Documento de nomeação dos responsáveis pela Instituição de Ensino

Normalmente você encontra ambos no diário oficial do estado (no caso de universidades estaduais) ou da união (no caso de universidades federais). As secretarias das universidades costumam ter esses documentos, visto que é exigido para diferentes trâmites burocráticos.

Exemplo: Os Decretos que criam a FMVZ-USP são de 1934 e 1935, e você pode efetuar o download na imagem da capa abaixo.

Exemplo: O documento que comprova quem é diretor da FMVZ-USP é sempre o Diário Oficial do Estado de São Paulo (recorte abaixo).

d) Contrato Social da Instituição parceira e/ou Estatuto da Fundação

Cópia simples do contrato social da pessoa jurídica em questão. Deve ser fornecida pela concedente.

e) Documento que comprove poder de representação do responsável pela assinatura (ex: nomeação do responsável)

No caso de órgãos públicos, você encontra no diário oficial apropriado (se prefeitura, do D.O. daquele município, se estado no D.O. estadual etc). Órgãos públicos costumam ter isso à mão, mas às vezes é mais fácil achar no Google (vide nomeação de IES, acima).

No caso de pessoas jurídicas, o próprio Contrato Social pode trazer isso (nos casos onde o assinante é o titular da PJ). Caso contrário, servem cópias de procurações, de atas de reunião de delegação, etc.

Exemplo: No caso da FMVZ-USP, como quem assina os termos é a Presidência da CG, não o diretor, colocamos a regulamentação que transfere o poder ao presidente da Comissão de Graduação (CG), e também o documento de quem é Presidente da CG no momento.

f) Delegação de Competência (se necessário)

Delegação de Competência CG- Portaria FMVZ 44 2019